segunda-feira, 21 de maio de 2012

Sábado, 19 de Maio de 2012

MSE - Lusa

Díli, 19 mai (Lusa) - As autoridades timorenses e indonésias assinaram hoje vários memorandos de entendimento nos setores do turismo, desporto e desenvolvimento económico fronteiriço entre os dois países.

A assinatura ocorreu no âmbito de uma curta visita oficial que o Presidente da Indonésia, Susilo Bambang Yudhoyono, está a fazer ao país para participar nas comemorações do 10º aniversário da restauração da independência e na tomada de posse do novo chefe de Estado timorense, Taur Matan Ruak.

O Presidente indonésio chegou hoje a Díli e regressa domingo à Indonésia.

Os memorandos de entendimento foram assinados no Palácio do Governo pelos chefes da diplomacia de Timor-Leste, Zacarias da Costa, e da Indonésia, Marty Natalegawa, na presença do primeiro-ministro, Xanana Gusmão, e do chefe de Estado indonésio.

No âmbito do desenvolvimento económico fronteiriço, os dois países concordaram aumentar a cooperação para desenvolver programas conjuntos para uma economia integrado na única fronteira terrestre existente entre os dois país, a oeste.

Os dois países assinaram também uma declaração conjunta que oficializa o Passe Fronteiriço na fronteira de Napan, Indonésia, e Bobometo, Timor-Leste, para facilitar a circulação de cidadãos dos dois países.

O memorando de entendimento para o setor do turismo prevê o apoio indonésio a Timor-Leste para a criação de políticas turísticas e estratégias de marketing, bem como formação de recursos humanos.

Indonésia tem a obrigação moral de apoiar o progresso do país - PR Susilo Bambang Yudhoyono

MSE - Lusa

Díli, 19 mai (Lusa) - O Presidente da Indonésia, Susilo Bambang Yudhoyono, disse hoje em Díli, onde chegou para uma visita oficial de 24 horas, que o seu país tem a obrigação moral de apoiar o progresso de Timor-Leste.

Susilo Bambang Yudhoyono falava aos jornalistas após ter assistido com o primeiro-ministro timorense, Xanana Gusmão, à assinatura de um conjunto de memorandos de entendimento nos setores do turismo, desporto e desenvolvimento económico fronteiriço.

"A Indonésia tem a obrigação moral de apoiar o progresso, prosperidade e desenvolvimento de Timor-Leste", afirmou o chefe de Estado indonésio, na sala de imprensa do Palácio do Governo timorense.

Segundo Susilo Bambang Yudhoyono, a visita a Timor-Leste tem como objetivos reforçar a cooperação entre os dois países, assistir à cerimónia da tomada de posse do futuro Presidente do país, Taur Matan Ruak, e "participar num dia histórico que é o 10º aniversário da restauração da independência", no domingo.

"Acredito que com a liderança de Xanana Gusmão, o Presidente Ramos-Horta ou com o novo chefe de Estado, Taur Matan Ruak, o futuro e a prosperidade de Timor-Leste vão continuar a florescer", disse.

O primeiro-ministro, Xanana Gusmão, agradeceu ao Estado indonésio por contribuir para o desenvolvimento de Timor-Leste através das relações de cooperação em quase todos os setores.

Antes de se reunir no Palácio do Governo com Xanana Gusmão, o Presidente indonésio teve um encontro com o chefe de Estado cessante, José Ramos-Horta, durante o qual foi condecorado com o Grande Colar da Ordem de Timor-Leste.

A Ordem de Timor-Leste visa reconhecer e agradecer aos nacionais e estrangeiros que pelo comportamento ou atos praticados contribuíram em benefício do país, timorenses ou Humanidade.

A Ordem de Timor-Leste está dividida em quatro graus: o Grande Colar (atribuído apenas a chefes de Estado), o Colar, a Medalha e a Insígnia.

A visita do Presidente indonésio termina domingo.

1 comentário: